Vendas de bens de criminosos pelo governo batem recorde

Até 21 de junho, foram arrecadados R$ 162 milhões; no ano passado inteiro, R$ 141 milhões
-Publicidade-
O dinheiro será convertido no combate à corrupção
O dinheiro será convertido no combate à corrupção | Foto: Divulgação/Ministério da Justiça e Segurança Pública

Os recursos arrecadados com leilões de bens de criminosos são os mais altos da história em 2021: R$ 162 milhões, até a segunda-feira 21. Em 2020, recorde anterior, foram R$ 141 milhões no ano todo. É o que informou o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), responsável por gerir o montante adquirido.

“PF faz operação que investiga fraudes em registros sindicais”

Com outros 13 certames previstos para o fim deste mês, a pasta espera obter excedente de R$ 33 milhões. Conforme o MJSP, o dinheiro será utilizado no combate à corrupção, ao tráfico de drogas e às milícias. Segundo o governo, os ativos vendidos incluem imóveis, veículos, embarcações, pedras preciosas e até cabeças de gado.

-Publicidade-

Com informações do site Poder 360

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site