-Publicidade-

Hospital de campanha do Pacaembu é desativado

Motivo: a taxa de ocupação é baixa; segundo a prefeitura de São Paulo, os equipamentos serão higienizados e doados para a rede municipal de saúde
Unidade foi desativada por apresentar baixa taxa de ocupação | Foto: EDSON LOPES JR./SECOM/SP
Unidade foi desativada por apresentar baixa taxa de ocupação | Foto: EDSON LOPES JR./SECOM/SP | Unidade foi desativada por apresentar baixa taxa de ocupação | Foto: EDSON LOPES JR./SECOM/SP

Motivo: a taxa de ocupação é baixa; segundo a prefeitura de São Paulo, os equipamentos serão higienizados e doados para a rede municipal de saúde

hospital de campanha
Unidade foi desativada por apresentar baixa taxa de ocupação | Foto: EDSON LOPES JR./SECOM/SP

A Prefeitura de São Paulo encerrou na manhã desta segunda-feira, 29, as atividades do hospital de campanha do Pacaembu. O motivo: a taxa de ocupação nos últimos dez dias está abaixo de 50%. A unidade foi construída para atender infectados pelo coronavírus.

Leia mais: Acompanhe a evolução da covid-19 no Brasil e no mundo

Dessa forma, os cinco pacientes com a covid-19, que ainda estavam no local, foram transferidos para o hospital de campanha do Anhembi. Conforme noticiou Oeste, a decisão foi anunciada na semana passada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB-SP).

Equipamentos

Segundo o governo municipal, respiradores, camas e demais itens do local serão higienizados. Assim sendo, doados para hospitais municipais.

“Tivemos uma estrutura montada que custou R$ 23 milhões aos cofres do município”, afirmou à CNN Brasil o secretário de Saúde Edson Aparecido.

Portanto, segundo ele, os equipamentos irão para três hospitais públicos: o de São Miguel, da Cidade Tiradentes e de Itaquera.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

8 comentários

    1. Se o foco da pandemia é o interior do Estado, a ponto das regiões terem que retroceder para a fase vermelha, não seria bom manter o hospital de campanha do Pacaembu para o intercâmbio dos pacientes dos outros municípios paulistas? Afinal, muito dinheiro foi gasto para a sua construção e é sempre bom exercitar a solidariedade. Será que a taxa de ocupação dos leitos dos municípios paulistas está tão alta ?

      1. Perfeito , não consigo entender esses nossos governantes . Como dizia Charles De Gaulle , esse país não é sério !

  1. Esta “DESATIVAÇÃO” do hospital de campanha no estado recordista de mortes é muito esquisita!! Não admitiram o uso do protocolo com HCQ, CLQ e AZM pra SALVAR os pacientes de Covid, pra faturarem milhões com as MORTES. Vergonha e crime!!

  2. Segundo a UNIMED Belém cada paciente salvo foi tratado com um kit de medicações nos estágios iniciais, que custou em média R$ 50,00. Mais de 50 mil CURADOS!!
    COMPRAR RESPIRADORES É MAIS LUCRATIVO PRA ORCRIM DO COVIDÃO!!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês