Revista Oeste - Eleições 2022

Brasil confirma primeiros casos de transmissão local de varíola dos macacos

Segundo o Ministério da Saúde, cinco pessoas que não viajaram ao exterior foram contaminadas  
-Publicidade-
Casos autóctones foram confirmados na quinta 23 pelo Ministério da Saúde
Casos autóctones foram confirmados na quinta 23 pelo Ministério da Saúde | Foto: Reprodução/Pixabay

O Ministério da Saúde confirmou na quinta-feira 23 os primeiros casos de transmissão local de varíola dos macacos. Dos 16 casos da doença registrados no Brasil, 11 são considerados importados e os outros cinco são autóctones, ou seja, foram transmitidos por pessoas que não viajaram recentemente para o exterior e não tiveram contato com viajantes.

Dois dos casos de transmissão local são de homens do Rio de Janeiro, de 25 e 30 anos, que não viajaram para fora do país recentemente e tampouco tiveram contato com pessoas vindas do exterior. Os dois pacientes estão em isolamento domiciliar e são monitorados diariamente. Segundo a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, eles apresentam boa evolução clínica.

O órgão também informou que está monitorando pessoas que tiveram contato com os infectados. Os outros três casos autóctones são de São Paulo e também foram confirmados na quinta-feira 23. De acordo com os dados do Ministério da Saúde, dos 16 casos de varíola dos macacos confirmados no Brasil até agora, dez estão em São Paulo, quatro no Rio de Janeiro e dois no Rio Grande do Sul.

-Publicidade-

Quadros estáveis

Até o momento, não há no país registro de casos que evoluíram para uma situação grave. Tanto o Ministério da Saúde como as autoridades sanitárias estaduais e municipais têm relatado quadros clínicos leves e estáveis. Na Europa, onde estão concentrados mais de 80% das ocorrências do surto atual, também não há notificação de óbitos.

Há duas cepas conhecidas da varíola dos macacos. Uma delas, considerada mais perigosa, por ter uma taxa de letalidade de até 10%, é endêmica na região da Bacia do Congo. A outra, que tem uma taxa de letalidade de 1% a 3%, é endêmica na África Ocidental e é a que tem sido detectada em outros países nesse surto atual. Ela produz geralmente quadros clínicos leves.

Mundo

Conhecida internacionalmente como monkeypox, a varíola dos macacos é endêmica em regiões da África. Em maio, começaram a ser detectados novos casos na Europa e nos Estados Unidos, gerando uma preocupação sanitária internacional. Desde então, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 2 mil casos já foram notificados em mais de 40 países.

A doença é causada por um vírus da família dos poxvírus, a mesma do vírus da varíola humana, erradicada em 1980. Ela tem esse nome por ter sido detectada inicialmente em colônias de macacos, embora o vírus possa ser encontrado principalmente em roedores. Entre pessoas, a transmissão ocorre por contato direto, como beijo ou abraço, ou por feridas infecciosas, crostas ou fluidos corporais, além de secreções respiratórias. Não existe um tratamento específico. Como prevenção, a pessoa doente deve ficar isolada até que todas as feridas tenham cicatrizado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Ah com o Lula de presidente nada disso desestabilizará o país e a roubalheira, principalmente o canal de dinheiro direto para a mídia safada e corrupta.

  2. Biden says another pandemic will come and the US needs to start preparing for it. One of the main goals is to create an environment in which the US can make effective vaccines and treatments for a pathogen within 100 days of its discovery. The money would also go toward boosting healthcare infrastructure and expanding research to identify threats. https://www.yahoo.com/news/biden-says-second-pandemic-come-043126353.html

  3. No dia 9 de junho teve parada…. em São Paulo…. Podem esperar o aumento expressivo de tais casos. E ninguém pode falar Nossa que surto!!!!. Não é exclusividade desse grupo populacional, mas que existe uma associação direta é fato. Tanto que a OMS barrou pesquisas com esse viés por achar que são homofóbicas.

  4. Eles só esqueceram de comentar que está atingindo homens que se relacionam com outros homens! Hipocrisia! Acham que o povo não se informa em fontes seguras… Por mim está bicharada podem se explodir!

    1. só que não!! E as espreguiçadeiras??!! Meu prédio estritamente RESIDENCIAL….conforme consta no memorial de incorporação e alvará expedido pela prefeitura sp.
      É VITIMA DA OMISSÃO DAS AUTORIDADES BRASILEIRAS ao não regrar e proibir o uso ABUSIVO de exploração AIRBNB de altissima temporada… MEU prédio virou um puteirinho gay
      E AI?!?
      Como eu tenho que agir??

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.