-Publicidade-

Vacina contra a covid-19 ainda em 2020?

Um caminhão de reticências põe em xeque a segurança e a eficácia da CoronaVac, a vacina chinesa
Os resultados positivos permitiram o início do estudo na fase 3 | Foto: Emin BAYCAN/Unsplash
Os resultados positivos permitiram o início do estudo na fase 3 | Foto: Emin BAYCAN/Unsplash

 Dez laboratórios seguem na última etapa de testes, o chamado ensaio clínico de Fase III

Vacina
Os resultados positivos permitiram o início do estudo na fase 3 | Foto: Emin BAYCAN/Unsplash

Por enquanto, não há ainda no mundo inteiro uma vacina segura e eficaz contra a covid-19 comprovada cientificamente. Mas existem cerca de 200 candidatas na corrida para desenvolver um imunizante capaz de erradicar o coronavírus de vez do planeta.

Curiosamente, do mesmo país onde surgiu o vírus chegam informações para a solução de uma crise sanitária irremediável. Depois de receber críticas internacionais por acobertar a pandemia no início do ano, a China saltou à frente na corrida para encontrar um imunizante em prazo olímpico. Mas um caminhão de reticências põe em xeque a segurança e a eficácia da CoronaVac, a vacina chinesa. Além do Brasil e da China, apenas a Turquia e a Indonésia apostaram no laboratório Sinovac, responsável pela produção do imunizante.

Na reportagem de capa da edição 31 da Revista Oeste — “A verdade sobre a CoronaVac” — entenda a tecnologia utilizada pela Sinovac, os riscos que envolvem a vacina chinesa e o cenário real de produção de imunizantes

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Já ouço muita gente falando que não vai tomar a vacina chinesa. Se não for totalmente eficaz, por que tomá-la ? Que obriguem outros povos a toma- la. Se funcionar, pensaremos no assunto.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês