-Publicidade-

Vacinas contra a covid-19: confira como será a reunião da Anvisa

Diretoria da agência vai se reunir neste domingo, 17, para analisar os pedidos de uso emergencial da CoronaVac e do imunizante da Universidade de Oxford
Fachada da sede da Anvisa
Fachada da sede da Anvisa | Foto: Divulgação

A reunião com status de julgamento a contar com os cinco membros da diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) neste domingo, 17, terá possivelmente cinco horas de duração. É o que avisa a própria equipe de comunicação do órgão. Na sessão, os pedidos para uso emergencial no Brasil de duas vacinas contra o novo coronavírus serão analisados pelo comando da agência.

Leia mais: “Sputnik V: farmacêutica pede uso emergencial de vacina russa à Anvisa”

Os pedidos em análise na mesa da diretoria da Anvisa são do Instituto Butantan, de São Paulo, e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com sede no Rio de Janeiro. O primeiro desenvolve o imunizante em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech. O segundo administra testes da vacina produzida pela Universidade de Oxford (Reino Unido) em conjunto com a farmacêutica europeia AstraZeneca. Cada solicitação será analisada individualmente — podendo, por exemplo, uma ser aprovada e a outra não. Para o uso emergencial ser aprovado, basta maioria simples. Ou seja: três dos cinco votos possíveis.

Em relação ao tempo da reunião, a Anvisa destaca que ela contará com o seguinte cronograma:

  1. A reunião começa com a abertura da diretora relatora do tema. Nos dois casos, a relatoria está sob responsabilidade de Meiruze Freitas;
  2. Especialistas fazem apresentações das análises técnicas de cada uma das vacinas. As apresentações devem focar em estudos clínicos, práticas de fabricação e monitoramento de eventuais eventos adversos;
  3. Após as apresentações, a relatora Meiruze Freitas irá ler seus votos sobre os dois pedidos;
  4. Na sequência, os outros quatro diretores da Anvisa vão proferir seus votos. Em suma, Antonio Barra Torres (presidente) Cristiane Rose Jourdan Gomes, Romison Rodrigues Mota e Alex Machado Campos serão os demais julgadores;
  5. Os resultados serão anunciados por Barra Torres, com as decisões entrando em vigor a partir do momento em que a Anvisa fizer a comunicação oficial aos laboratórios envolvidos e publicar tais pareceres em seu portal.
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Pelo menos três dos votantes, irão proferir seus votos, com um revólver na cabeça de cada um deles. Imaginem que resultado sairá disso daí? Não faria dessa forma, esses votantes deveriam permanecer no anonimato, já que os interesses financeiros por trás de tudo isso daí, são enormes.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês