Queiroga, sobre veto à vacinação de adolescentes: ‘Bolsonaro não mandou nada’

Ministro da Saúde negou interferência do presidente da República em decisão de suspender imunização de jovens
-Publicidade-
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou interferência de Jair Bolsonaro em decisão sobre vacinação de adolescentes
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou interferência de Jair Bolsonaro em decisão sobre vacinação de adolescentes | Foto: Divulgação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou nesta sexta-feira, 17, que tenha sido pressionado pelo presidente Jair Bolsonaro a determinar a suspensão da vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos contra a covid-19. A medida foi anunciada na quinta-feira 16 e vem enfrentando resistência de alguns Estados e municípios, que prometem manter a imunização dessa faixa etária.

“Bolsonaro não mandou nada. O presidente não interfere nisso aí”, afirmou Queiroga ao jornal Folha de S.Paulo. “Bolsonaro é o presidente da República. Conversamos várias vezes por dia. E ele sabe de alguma coisa e me diz: ‘Queiroga, veja isso aí'”, completou o ministro.

Leia mais: “Queiroga critica vacinação antecipada de adolescentes”

-Publicidade-

Queiroga participou ontem da live de Bolsonaro transmitida nas redes sociais e defendeu a decisão do governo de suspender a vacinação dos jovens. De acordo com o chefe da pasta, a vacinação apenas dos adolescentes pertencentes aos grupos prioritários — deficiência permanente, comorbidades e privados de liberdade — ocorre em razão da falta de evidências científicas consolidadas acerca do benefício da imunização para os demais.

Leia também: “Anvisa é cobrada por posição sobre vacinação em adolescentes”

Queiroga explicou ainda que o Ministério da Saúde segue investigando a morte de uma adolescente de 16 anos de São Bernardo do Campo (SP) que tomou a vacina da Pfizer. Ainda não é possível concluir se há relação com a aplicação do imunizante. “Eu fui a São Paulo e tomei conhecimento de um evento adverso que pode estar relacionado à vacina. A minha obrigação é averiguar”, disse o ministro.

Leia também: “‘Não é corrida de Fórmula 1’, diz Queiroga sobre imunização nos Estados”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.