Bloqueio marítimo ameaça segurança alimentar global, alerta Ucrânia

País é um dos maiores exportadores de grãos do mundo e importante fornecedor de alimentos para asiáticos e africanos
-Publicidade-
O Porto de Odessa também está parcialmente bloqueado
O Porto de Odessa também está parcialmente bloqueado | Foto: Reprodução/Twitter

O bloqueio de portos na Ucrânia está ameaçando a segurança alimentar global, alertou o presidente do país, Volodymyr Zelensky, em comunicado divulgado na terça-feira 10. Desde 24 de fevereiro, quando os russos bombardearam cidades ucranianas, Kiev trabalha para redirecionar os embarques de grãos.

“Pela primeira vez em décadas não há movimento da frota mercante; nenhum porto está funcionando normalmente na cidade de Odessa”, observou o líder ucraniano, depois de afirmar que a crise na região portuária da Ucrânia é a pior desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

-Publicidade-

O fechamento dos portos restringiu as exportações de commodities às rotas ferroviárias e rodoviárias, por meio dos países da União Europeia (UE). O número de embarques caiu para 1,1 milhão de toneladas em abril, contra aproximadamente 5 milhões de toneladas por mês em épocas normais.

“Não temos alternativa importante ao transporte marítimo”, salientou o vice-ministro da Economia, Taras Kachka, em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, 13. O redirecionamento de cargas levaria anos para ser organizado, e a infraestrutura da UE não está configurada para lidar com um remanejamento tão maciço por rotas terrestres.

A Ucrânia, um dos maiores exportadores de grãos do mundo, é um importante fornecedor de alimentos para nações europeias, asiáticas e africanas. E os ataques russos emperraram essa engrenagem.

Leia mais: “O desastre da crise humanitária na Ucrânia”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.