Ditador cubano culpa EUA por protestos contra o regime

Em pronunciamento na TV, Miguel Díaz-Canel convocou os adeptos do regime cubano a irem às ruas para 'defender a revolução'
-Publicidade-
O ditador de Cuba, Miguel Diaz-Canel, afirmou que forças externas querem desestabilizar o regime
O ditador de Cuba, Miguel Diaz-Canel, afirmou que forças externas querem desestabilizar o regime | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O ditador de Cuba, Miguel Díaz-Canel, usou o tradicional discurso repetido pelo regime há décadas e responsabilizou o governo dos Estados Unidos pela série de manifestações contra o governo no país caribenho. Nesta segunda-feira, 12, o primeiro-secretário do Partido Comunista cubano afirmou que os protestos são consequência do embargo econômico imposto pelos norte-americanos.

Díaz-Canel fez um pronunciamento em rede nacional de televisão e convocou os adeptos do regime cubano a irem às ruas para “defender a revolução”. Segundo o ditador, o descontentamento da população se deve, principalmente, à “asfixia econômica” imposta pelos EUA.

Leia mais: “Bolsonaro critica ditadura cubana: ‘E tem gente no Brasil que apoia’”

-Publicidade-

Ao lado de ministros do governo, o ditador disse reconhecer que há “razões legítimas” para as manifestações de grande parte da população, mas defendeu o próprio governo e acusou forças externas de tentarem desestabilizar a política do país.

Protestos

Como Oeste noticiou, a ditadura comunista de Cuba foi alvo de uma série de manifestações nas últimas horas. Aos gritos de “abaixo a ditadura” e “liberdade”, os manifestantes protestaram contra os sucessivos lockdowns, a falta de remédios e de comida.

Leia mais: “Em Cuba, milhares protestam contra a ditadura esquerdista”

As manifestações começaram no povoado de San Antonio de los Baños, um pequeno município rural da província de Artemisa, vizinha de Havana, com cerca de 50 mil habitantes, e se espalharam pelo país. Protestos em Cuba são raros porque as pessoas são proibidas de falar qualquer coisa negativa sobre o governo.

Leia também: “Covid-19: Cuba se recusa a abrir corredor humanitário para ajuda estrangeira”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site