Pfizer e AstraZeneca: Estudo mostra queda na eficácia contra variante delta

Pesquisa foi conduzida pela Universidade de Oxford com mais de três milhões de amostras
-Publicidade-
Queda na eficácia das vacinas é verificada depois de três meses da imunização completa | Foto: Ricardo Nunes/Estadão Conteúdo
Queda na eficácia das vacinas é verificada depois de três meses da imunização completa | Foto: Ricardo Nunes/Estadão Conteúdo

A eficácia das vacinas da Pfizer e da AstraZeneca contra a variante Delta diminui depois de 90 dias da aplicação da segunda dose. É o que mostra um estudo realizado pela Universidade de Oxford que analisou mais de três milhões de amostras.

Leia mais: “CoronaVac: pesquisa sobre dose de reforço tem 17 vezes mais voluntários que vagas”

Os pesquisadores identificaram que após três meses a eficácia na prevenção de infecções do imunizante da Pfizer caiu para 75% e da AstraZeneca, para 61%. Isso equivale, a uma redução dos índices de 85% e 68%, respectivamente, vistos duas semanas após a segunda dose. A redução da eficácia das vacinas foi verificada, em maior parte, entre pessoas de 35 anos ou mais.

-Publicidade-

“A super vacina”, artigo publicado na edição 39 da Revista Oeste

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro