Revista Oeste - Eleições 2022

Bolsonaro e Moraes conversam em sala reservada durante festa para Gilmar

Diálogo breve entre desafetos políticos aconteceu na casa do deputado federal Arthur Lira, presidente da Câmara
-Publicidade-
Bolsonaro e e Moraes trocaram cumprimento em evento do TST em maio passado
Bolsonaro e e Moraes trocaram cumprimento em evento do TST em maio passado | Foto: Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), conversaram reservadamente na noite da última quarta-feira 22, na casa do deputado federal Arthur Lira (PP-AL), em Brasília. O diálogo aconteceu durante um jantar em homenagem a Gilmar Mendes, segundo informou a Folha de S. Paulo.

O evento na casa do presidente da Câmara marcou os 20 anos de Gilmar Mendes como ministro do STF e reuniu parte da elite política de Brasília, como o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Anderson Torres (Justiça), além de outros integrantes do STF.

Segundo relatos de presentes, Bolsonaro cumprimentou Moraes amistosamente na chegada ao local, com brincadeiras a respeito de preferências de futebol. Mais tarde, os dois desafetos conversaram em uma sala reservada, chamando a atenção dos convidados.

-Publicidade-

Bolsonaro x Moraes

A animosidade entre Bolsonaro e Moraes vem crescendo desde o último ano. Em setembro de 2021, as duas partes chegaram a dialogar, com mediação do ex-presidente Michel Temer, depois dos protestos pelos país no Dia da Independência, com apoiadores governistas nas ruas pressionando o integrante do STF.

O ministro, que vai presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de outubro, é relator do inquérito das fake news no STF, em frente de investigação que perseguiu alguns apoiadores do presidente.

Em abril, Moraes decretou a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), integrante da base governista, por ataques ao Supremo, em ação ligada ao inquérito das fake news. Um dia depois, Bolsonaro concedeu indulto presidencial ao parlamentar, mas o caso segue tramitando.

Em maio, Bolsonaro e Moraes já haviam trocado breve cumprimento durante cerimônia de posse de novos ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O encontro aconteceu dias depois de o presidente acionar a Procuradoria-Geral da República (PGR) para pedir investigação contra o magistrado por abuso de autoridade.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

29 comentários Ver comentários

  1. Festinha pra bandido com o nosso dinheiro.. lamentável. Imagino o estômago do presidente em ter que participar disso… ministros do STF, descumprem a constituição sem melindre. São cabos eleitorais do ladrão! Cometem crimes!! com certeza da impunidade.

  2. Que tenha sido para botar o dedo nos olhos deste abutre careca e mostrar onde fica o buraco da bala. Que ele não queira ver e acredite no Presidente e acabe com essa sensação de deus (minúsculo mesmo) e se recolha às suas insignificâncias.

  3. Jogar água em incêndio onde contém equipamentos energizados é muito pior.
    No caso de incêndio assim é com material químico que sufoque sem deixar o oxigênio para o adversário (fogo) e nunca água fresca.
    Nesse caso, àgua fresca somente serve para fortalecer o incêndio!

  4. DEUS NOS ABENÇOE E AO NOSSO PRESIDENTE, MAS ESSE SENHOR NÃO NOS INSPIRA CONFIANÇA.
    SOU MATURO O BASTANTE PARA PERDOAR, MAS NÃO SOU IDIOTA O SUFICIENTE PARA CONFIAR NOVAMENTE. (Will Smith)

  5. Um estadista, põe de lado questões pessoais para beneficiar a nação. Estou torcendo para poder incluir um dia o Bolsonaro na galera dos estadistas, pelo bem das futuras gerações.

  6. Alguém pode explicar o motivo dessa “festinha entre amigos” ter sido realizada na casa da presidência da Câmara? Que relação tem essa comemoração de 20 anos de malvadezas desse “consiglieri” do capo Nove Dedos com o presidente da Câmara? O que tem o Bolsonaro a ver com um ambiente desses? Ainda mais, o que o Bolsonaro teria para conversar por tanto tempo assim com um psicopata a portas fechadas? Seria ele, um psicopata também? Como se vê, são só interrogações, na verdade não estou entendendo nada; quem sabe eu também seja mais um imbecil das redes sociais?

  7. Tentar acalmar os ânimos e jogar um pouco de água na fervura é medida sensata. Porém não acredito na sinceridade de propósitos desse ministro, empenhado até a raiz dos cabelos em destruir a candidatura do presidente Bolsonaro, atropelando os limites legais e constitucionais de sua atuação.

  8. Só se conversa c/ safado se fôr p/ dizer verdades que não podem ser compartilhadas pelos demais…olho-no-olho…voz baixa, s/ gestual… só avisando…

    1. O Brasil é uma democracia e opostos são aceitáveis. Agora o que é preciso deixar claro que é preciso reaspeito às regras. E isso o STF não está fazendo muito bem. Quem sabe numa festinha como ESTA o Bolsonaro FICA sabendo o que os ministries do STF querem em troca e resolve nos dizer. Os podres dos poderes um dia virão a tona como estão vindo. E ai saberemos as verdades e ela nos libertará.

  9. Se tem um político que sabe o que está fazendo é o nosso Presidente Jair Bolsonaro. Na hora que a marreta descer, não poderão acusá-lo de não ter tentado uma convivência harmoniosa.

  10. a Noruega, o país mais poluidor da bacia da Amazonia, declarou que só volta a contribuir com o Fundo da Amazonia se houver troca de governo. O governo da Noruega, que congelou seus repasses ao Fundo Amazônia por não concordar com as políticas ambientais do governo de Jair Bolsonaro (PSL), é o maior acionista da mineradora Hydro Alunorte, acusada de ter provocado um acidente ambiental com água contaminada na cidade de Barcarena (PA) no ano passado. A empresa norueguesa é ainda acionista majoritária de outra mineradora na região: a Albras….govenozinho noruegues corruPTo alinhado com a agenda progressista

  11. Isso sim, me assusta e me frustra. O que é que o nosso líder tem que ir numa festa de 20 anos de bandalheira do lactopurga? Se vai lá, se iguala em moralidade negativa, porque esses caras são da pesada, e todos nós sabemos. E o que foi conversar com o todo louco, destemido ditador? Já erramos em confiar em Michel temer num acordo traído, e vamos repetir o erro??? Não se negocia com gente sem caráter, nem com bandidos nem terroristas. Saíram das quatro linhas faz tempo. Passou-se a fase te se tentar dialogar. Já deixaram super claro o que são, como são e para quem são, e não é para nós não. Posso estar muito equivocado, mas a leitura que tenho disso não é boa.

    1. Não acho que foi lá pra confiar ou não confiar no careca. Dar soco na mesa fazer gritaria a gente já sabe que não funciona. Deixe ele levar a situação na manha, o importante é reeleger o Bolsonaro e uma base mais forte na Câmara e Senado. Do jeito que tá hoje, tá tudo insustentável. Se der tudo certo, mais 4 anos vai ter muito ataque ainda, porém teremos mais gente pra trabalhar e defender o país.

  12. Eu, no lugar do Presidente , simplesmente teria dito a esse cretino: “a sua batata tá assando, você não perde por esperar. Tá chegando a tua hora”.

  13. É muita promiscuidade entre políticos e ministros do STF! Se Moro, quando era juiz, participasse de festejos com políticos investigados seria crucificado vivo de cabeça pra baixo!

    1. Concordo. É errado, promíscuo, encontros entre juízes e políticos para jantarzinhos, festas, comemorações, assistir partida de jogo de futebol, restaurantes, bares, etc. Depois, quando o juiz tiver que proferir uma decisão, contra ou a favor, de um desses políticos, como é que fica ? No mínimo terá que se declarar impedido. Só que esses ministros não fazem isso!!! A decisão terá credibilidade? A parte contrária vai aceitar numa boa? E a sociedade? É um desrespeito com a população.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.