Depois de atacar Bolsonaro, Barroso vira chacota nas redes

#BarrosoPalhaco está nos 'trending topics' do Twitter
-Publicidade-
Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, atual presidente do TSE | Foto: JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL
Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, atual presidente do TSE | Foto: JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL | Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso participa da palestra Direito à Água promovida pela UniCEUB | Foto: JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

#BarrosoPalhaco está nos ‘trending topics’ do Twitter

depois de
A internet não perdoa | Foto: JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

“O Brasil tem um presidente que defende a ditadura”, declarou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, em evento promovido pela Fundação Fernando Henrique Cardoso, na quarta-feira 26. A fala gerou polêmica. E as redes sociais não perdoaram o juiz do STF. Internautas recordaram que o magistrado é a favor do inquérito aberto pela Corte que apura supostas fake news, considerado inconstitucional por juristas. A medida já derrubou perfis de direita e levou à prisão apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Conforme lembrou o colunista de Oeste J.R. Guzzo, essa investigação foi instaurada sem um fato específico, sem que ninguém fosse formalmente acusado e em um foro inadequado para julgar os casos, já que os ministros figuram como supostas vítimas das fake news. Além disso, o STF não pode abrir uma investigação.

-Publicidade-

Leia também o artigo de J.R. Guzzo “STF, um partido político”, publicado na edição n° 22 de Oeste

Redes

O jornalista Guilherme Fiúza, que também escreve para a Oeste, afirmou na rádio Jovem Pan que o ministro do STF é um “palhaço e mentiroso”. Dessa forma, as redes aproveitaram para subir no Twitter a hashtag #BarrosoPalhaco. Neste momento, ela está no primeiro lugar dos trending topics ao somar mais de 16 mil engajamentos. Entre as interpelações feitas na internet estão: “Aponte em que nosso presidente é ditador, Barroso”; “Quer fazer política, ministro? Então, se candidate”; “E o inquérito das fake news que o sr. defende?”. A campanha anti-Barroso está com desempenho positivo no Google. Oeste monitorou que a predição por conteúdos de veículos conservadores acerca do tema têm mais chances de serem encontrados na plataforma de buscas que material publicado pela imprensa tradicional. Portanto, a versão que se estabelece está mais para o lado do presidente que do ministro.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.