TCU afirma que não há irregularidades nos 560 boletins de urna analisados

Corte ainda vai auditar outros 4.161 boletins de urna impressos no dia da eleição
-Publicidade-
Inicialmente, o tribunal iria checar 540 boletins de urna, mas 20 boletins foram colhidos a mais pelos auditores nos Estados
Inicialmente, o tribunal iria checar 540 boletins de urna, mas 20 boletins foram colhidos a mais pelos auditores nos Estados | Foto: Reprodução/Flickr

O Tribunal de Contas da União (TCU) não registrou nenhum dado incorreto no processo de conferência de votos por candidato para os cargos de senador, governador e presidente da República, realizado em 560 boletins de urna. A informação é do ministro e presidente em exercício do órgão, Bruno Dantas. 

A auditoria foi iniciada no domingo 2, dia do primeiro turno das eleições, e concluída no início da segunda-feira 3.

-Publicidade-

“A análise foi encerrada no início do dia 3 de outubro, e o processo de conferência de votos por candidato para os cargos de senador, governador e presidente não registrou nenhuma inconsistência de dado incorreto”, afirmou. “O resultado da fiscalização evidenciou, uma vez mais, a transparência do sistema eleitoral brasileiro.”

Inicialmente, o tribunal iria checar 540 boletins de urna, mas 20 boletins foram colhidos a mais pelos auditores nos Estados. 

“Além de parabenizar toda a equipe responsável pelo empenho na condução dos trabalhos”, disse Dantas, “registro no nosso plenário o sucesso desta ação de fiscalização realizada pelo Tribunal de Contas da União , que evidenciou uma vez mais a transparência do sistema eleitoral brasileiro.”

Os boletins de urna são um “extrato” emitido por cada urna ao fim do dia da votação. São esses boletins que, somados automaticamente pelo TSE sem interferência humana, geram o resultado. Uma versão digital desses boletins é transferida aos TREs quando as urnas são fechadas, usando uma rede privativa de internet da Justiça Eleitoral. Cópias impressas são fixadas nas seções eleitorais para conferência dos interessados.

O TCU ainda vai checar outros 4.161 boletins de urna impressos. Esses boletins serão enviados pelps Correios ao tribunal. O objetivo também é atestar a veracidade dos dados divulgados pelo TSE no primeiro turno das eleições. O resultado dessa checagem maior deve sair em novembro.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

  1. Mais um colegiado (que era meio respeitável) se dobrando ao stf. Está ajoelhado e acovardado. Quem disse que o TCU age com independência se enganou.

  2. Ah ta, agora estou mais tranquilo. Devo dizer que eu acredito em papai Noel, saci perere, mula sem cabeça, coelhinho da páscoa e outros querias.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.