Manifestações fortaleceram Bolsonaro e esvaziaram impeachment, diz Van Hattem

'Politicamente, me parece que essa discussão perdeu muita força', afirmou o deputado em entrevista ao Opinião no Ar, da RedeTV!
-Publicidade-
O deputado Marcel van Hattem (Novo-RS) foi entrevistado no <i>Opinião no Ar</i>
O deputado Marcel van Hattem (Novo-RS) foi entrevistado no Opinião no Ar | Foto: Reprodução/YouTube

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV!, nesta terça-feira, 21, o deputado federal Marcel van Hattem (Novo-RS) afirmou que as manifestações de 7 de Setembro em apoio ao governo de Jair Bolsonaro fortaleceram o presidente da República e minaram, consideravelmente, as chances de avançar um processo de impeachment no Congresso Nacional.

Seguindo a linha da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) em entrevista a Oeste, Van Hattem elogiou a Declaração à Nação feita por Bolsonaro no dia 9 de setembro, dois dias depois dos atos que levaram centenas de milhares de brasileiros às ruas em todo o país.

Leia mais: “‘Estávamos à beira do socialismo’, diz Bolsonaro em discurso na ONU”

-Publicidade-

“Me parece que o presidente saiu fortalecido com as manifestações. Pelo menos aqui na Câmara, essa ideia do impedimento perdeu força sob o aspecto político”, analisa Van Hattem. “Politicamente, me parece que essa discussão perdeu muita força. Além disso, tivemos a nota do presidente da República, que eu achei muito positiva, dando uma recuada naquilo que ele falou.”

Leia também: “Bolsonaro promete levar ‘o Brasil real’ para a Assembleia da ONU”

Ainda segundo o deputado do Novo, o comportamento mais comedido de Bolsonaro “não pode fazer com o que o STF deixe de reconhecer seus próprios excessos e abusos”. “Esperamos que esses abusos dos outros Poderes sejam história e daqui para frente tenhamos uma outra relação institucional de harmonia e independência”, afirmou. 

Discurso na ONU

Na entrevista à RedeTV!, Van Hattem também elogiou o pronunciamento de Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), mais cedo, em Nova Iorque.

“Achei um discurso bastante bom. Ele está focando muito nas conquistas do governo assim como ele as interpreta para poder fazer frente à disputa eleitoral”, avalia o deputado. “Além disso, ele tratou, ainda que de forma rápida, dos temas que importam no cenário internacional neste momento, como a pandemia, a vacinação e o combate ao terrorismo.”

Leia também: “Deputados do Novo se solidarizam com Lohbauer e criticam Amoêdo”

De acordo com o parlamentar, Bolsonaro, “ainda que com palavras mais amenas, reforçou uma série de tópicos que têm sido constantes” em seus pronunciamentos — como a defesa do tratamento precoce contra a covid-19 e as críticas ao lockdown, por exemplo.

“Eu não vejo problema de defender, em tese, a relação entre médico e paciente como sendo uma relação em que deve haver confiança mútua”, disse Van Hattem. “Acho que é totalmente admissível. Aliás, é o que se espera que haja entre médico e paciente.”

Leia também: “Vice de Amoêdo na eleição de 2018 anuncia saída do Partido Novo”

Racha no Partido Novo

Marcel van Hattem também falou sobre a crise interna no Partido Novo, que tem levado a um verdadeiro “racha” na legenda. “O Novo foi um instrumento criado para mudar a política brasileira para melhor. Por outro lado, existem questões de governança que precisam ser tratadas”, reconhece o parlamentar. “Ele [João Amoêdo, ex-presidente do Novo e candidato ao partido ao Planalto em 2018] tem pessoas muito próximas dele no diretório nacional, mas entendo que essas pessoas poderiam, eventualmente, dar espaço para outras pessoas que representem a pluralidade de um partido que não é mais pequeno”, opinou Van Hattem.  

Leia mais: “Filiada do Novo questiona valores pagos em curso de gestão pública com dinheiro do Fundo Partidário”

“O João Amoêdo de 2018 foi um candidato que eu me orgulhei de apoiar, que defendeu os valores da livre-iniciativa, mas nos últimos tempos tem se revelado uma pessoa que parece muito amargurada: só anti-Bolsonaro, impeachment e com uma postura pouco propositiva”, finalizou o deputado.  

Leia também: “Partido Novo derrete e perde mais da metade de seus filiados”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Marcel van Hattem é homem honesto, dinâmico e com voz forte dentro da política. Se o partido Novo não aderir aos pensamentos de Hattem será um partido condenado. João Amoêdo realmente decepciona.

  2. A manchete diz: “Manifestações fortaleceram Bolsonaro e esvaziaram impeachment” e logo abaixo diz: Bolsonaro discursa na Assembléia Geral da ONU” então echei que se referia à manifestações de esquerdopatas em Nova Iorque onde quase tinha a mesma quantidade de repórteres (7) com o número de manifestantes (9). Diria que essas manifestações contribuíram para o Bolsonaro também.

  3. Marcel representa tudo o que desejamos para a política brasileira – bem formado e sem bagagens ideológicas; critica o que deve criticar e elogia o que deve elogiar. Que não siga o patético caminho do Ameba e vá para outro partido.

  4. Marcel, mantenha a coerência com seus valores. Vai longe se não tiver pressa ou se não for mal orientado! Espero poder contar com você no futuro como Senador e quem sabe presidente, mas isso a partir de 2030…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.