Oposição a Doria consegue assinaturas para CPI da Propaganda

Até o momento, 34 parlamentares endossaram o documento apresentado pelo deputado estadual Danilo Balas (PSL-SP)
-Publicidade-
Governado de João Doria (PSDB) pode ser alvo de uma CPI que pretende investigar contratos de publicidade da atual gestão
Governado de João Doria (PSDB) pode ser alvo de uma CPI que pretende investigar contratos de publicidade da atual gestão | Foto: Governo do Estado de São Paulo

Deputados que fazem oposição ao governador João Doria (PSDB) na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) conseguiram recolher o número mínimo de assinaturas necessárias para protocolar um pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) cujo objetivo será investigar contratos de publicidade firmados pela atual gestão.

O autor do pedido é o deputado estadual Danilo Balas (PSL-SP), que é agente da Polícia Federal (PF). Para que o pedido de criação da CPI fosse protocolado, eram necessárias 32 assinaturas. Até o momento, 34 parlamentares endossaram o documento — são deputados de várias legendas, como PSL, PT, PP, Avante, Republicanos, Novo, PSB, PTB, PRTB, PC do B e PDT.

Leia mais: “Deputado apresenta pedido de CPI da Propaganda do governo Doria”

-Publicidade-

Reportagem publicada por Oeste no dia 24 de setembro mostrou que o governo de São Paulo oficializou o cancelamento de um contrato firmado com as agências Lew’Lara Tbwa Publicidade Propaganda Ltda., Propeg Comunicação S/A e Z 515 Propaganda Ltda. que vigorava desde 2018. O distrato foi informado pelo governo no dia 15 de setembro, no âmbito de uma ação popular movida por Balas no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A ação foi protocolada no dia 22 de março, com um pedido de urgência para a suspensão de um aditivo contratual de até R$ 90 milhões, por um período de seis meses, para gastos com publicidade.

Leia mais: “Governo Doria cancela contrato de publicidade questionado na Justiça”

Na ação apresentada ao TJ-SP, à qual Oeste teve acesso, o deputado alegou que a medida feria os princípios da moralidade, da razoabilidade e da eficiência da administração pública, principalmente em um momento no qual São Paulo, o Brasil e o mundo enfrentavam o ápice da pandemia de covid-19. Na ação, o deputado apontou “lesividade material e imaterial” do governo do Estado.

Leia também: “Decisão sobre uso de máscara deve ser anunciada no dia 18, diz Doria”

Já no pedido de CPI, o deputado do PSL afirma que o Legislativo não pode “deixar de agir, através de seu poder de investigação”. “O fato determinado aqui é claro: o elevado custo dos contratos de publicidade praticados pelo governo do Estado de São Paulo, mesmo diante do cenário de crise instaurado pela pandemia”, justifica o parlamentar. “Espero que meus colegas deputados também enxerguem indícios veementes de irregularidades e a afronta aos princípios da moralidade e da razoabilidade”, afirma Balas.

Leia também: “PSDB de Goiás anuncia apoio a Eduardo Leite nas prévias tucanas”

Além do número mínimo de assinaturas, já alcançado, a CPI precisará ser aprovada pelo plenário da Alesp por meio de um projeto de resolução, pois já há outras cinco CPIs protocoladas para tramitar neste semestre — número máximo permitido —, embora duas delas estejam suspensas neste momento.

Leia também: “ACM Neto volta a criticar Doria e afirma que Leite é ‘mais agregador’”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Quem diria hein, de “pai da vacina” a bode expiatório de “despautados’ almejando a reeleição … É dorita, nada como um dia após o outro!!!

  2. Dória vive de marketing 24 horas por dia. Ele é um engodo farsante 7 dias por semana.
    Um marqueteiro arrogante egocêntrico e um governador inoperante. Torra nosso dinheiro como louco pelo palanque.
    Essa CPI tem que ser comemorada.

  3. 1- precisa de 48 para cassar
    2- traiu o alckmin, apoaidores do ai di min querem dar o troco
    3- A tiurma do aecio nescio, eduardo milk quer desgastà-lo
    4- Doria está com zero% de aprovação popular, e os de putados querem se reeleger
    5- Muitos dos 94 de putados estão no Bolso do Dória através de de cargos indicados e algumas verbas para obras. Pouquíssimos merecem se reeleger.
    Vamos ver se não será mais uma como aquela CPI do renan canalheiros, O mal azia e stf. Lembre-se que o stf da diarreia solta tudo, dá habeas corpus e habeas cala boca para corrupto

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.