PEC da prisão depois da 2ª instância deve ser votada na terça-feira

Proposta foi incluída na pauta da Comissão Especial; depois da votação, a PEC seguirá para o plenário da Câmara
-Publicidade-
Desde 2019 a PEC aguarda tramitação na comissão especial da Câmara
Desde 2019 a PEC aguarda tramitação na comissão especial da Câmara | Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê o cumprimento de pena depois da condenação em segunda instância deve ser votada ainda nesta semana na Câmara dos Deputados.

A previsão do deputado Aliel Machado (PSB-PR), presidente da comissão especial que analisa a proposta, é que a PEC seja analisada na terça-feira 7.

O deputado Fábio Trad (PSD-MT), relator da PEC, espera que a proposta seja finalmente votada amanhã.

-Publicidade-

“O meu relatório já foi protocolado no sistema da Câmara em setembro de 2020. O meu papel como parlamentar eu cumpri, mas não houve consensos entre as lideranças para pautar”, disse, em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan.

“Agora, houve um agendamento e inclusão na pauta. Terça-feira, eu espero que possamos votar a matéria, aprovando, para ser encaminhada ao plenário”, concluiu.

Há mais de um ano parada na Câmara, a votação do relatório estava marcada para acontecer na semana passada, mas foi adiada a pedido do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). A intenção é tentar chegar a um consenso sobre a proposta para ir a plenário.

A PEC prevê que a Constituição seja alterada para permitir a execução imediata da pena depois da condenação em segunda instância. Atualmente, é possível estender os pedidos de recurso até o Superior Tribunal de Justiça e o Supremo Tribunal Federal, o que pode retardar em anos o trânsito em julgado da ação — quando não cabe mais recurso nenhum.

A PEC, apresentada pelo deputado Alex Manente (Cidadania-SP), foi aprovada em novembro de 2019 na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara, mas de lá para cá aguarda tramitação na Comissão Especial.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Pois eu aposto que, infelizmente, não será aprovada. A corja de vagabundos que tem rabo preso com a POCILGA (“stf”)não permitirá que isso aconteça.
    A palhaçada feita quando da manutenção da prisão do Daniel Silveira irá se repetir. Não há outra opção a não ser o fechamento do Ninho de Ratos e um cala-boca nos 10 pilantras da pocilga.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.