Presidente do PTB pede a Moraes endurecimento de medidas contra Jefferson

Ao STF, Graciela Nienov não explicita quais seriam essas medidas; em tese, pedido poderia levar a uma nova prisão de Jefferson
-Publicidade-
Roberto Jefferson, ex-presidente do PTB, está em prisão domiciliar
Roberto Jefferson, ex-presidente do PTB, está em prisão domiciliar | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A guerra declarada entre o ex-deputado Roberto Jefferson e a atual presidente nacional do PTB, Graciela Nienov, ganhou um novo capítulo. Em petição apresentada ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) na sexta-feira 4, Graciela pede o endurecimento das medidas determinadas pelo magistrado contra Jefferson.

O ex-presidente do PTB está em prisão domiciliar, concedida por Moraes em janeiro. No documento encaminhado ao STF, a advogada de Graciela, Isabelle de Sousa Duarte, fala na necessidade de “reforço nas medidas protetivas do investigado”, mas não explicita quais seriam essas medidas. Em tese, o pedido poderia levar a uma nova prisão de Jefferson.

No documento, Graciela acusa Jefferson de desrespeitar as medidas impostas por Moraes e pede a anulação de todos os atos praticados pelo ex-deputado a partir do dia 29 de janeiro — como a convocação de novas eleições para o comando do PTB.

-Publicidade-

No fim de janeiro, Jefferson afirmou que foi “traído” por Graciela e disse que a dirigente estava afastada da presidência da legenda.

O comunicado de Jefferson veio após o vazamento de áudios de um grupo de WhatsApp que indicariam um complô de parte da cúpula petebista contra ele, segundo aliados do ex-deputado.

“A Graciela me pediu demissão. Eu aceitei, pois, após os áudios do grupo, ela perdeu qualquer condição moral ou política para continuar à frente da presidência”, informa trecho da carta de Jefferson. “Ela me desqualificou, me traiu e quis apagar o meu legado.”

Na petição a Moraes, Graciela acusa o ex-presidente do PTB de divulgar fake news sobre ela.

“Seja pela carta assinada por Roberto Jefferson, seja pela dissolução sumária de comissões provisórias instituídas em conformidade com o estatuto do PTB, seja pelas mensagens em aplicativo de conversas contendo, por interpostas pessoas, direcionamentos a correligionários, o ex-presidente do PTB vem, reiteradamente, descumprindo as decisões de Vossa Excelência, nas quais objetivava fazer cessar os atos antidemocráticos do ex-presidente do PTB, que se utilizava da estrutura partidária para atingir seus objetivos”, diz o documento.

“Os atos praticados a partir do dia 29/1/2022 pela mentoria de Roberto Jefferson, que está sob a tutela do Estado, e seus apoiadores devem ser considerados nulos, especialmente a convenção convocada para a realização de novas eleições partidárias, devendo, portanto, avaliar sobre a possibilidade de reforço nas medidas protetivas do investigado, buscando evitar outros atos criminosos e desestabilização político-partidária”, afirma.

A defesa de Graciela Nienov diz ainda esperar que Moraes “tome as devidas providências de forma a fazer cumprir as decisões anteriormente proferidas, resguardando o legítimo funcionamento do partido, considerando, em especial, que estamos em ano eleitoral e tais atos prejudicam o processo democrático”.

Roberto Jefferson é alvo de um inquérito do STF que apura supostos atos antidemocráticos. O ex-deputado teve a prisão convertida em domiciliar em 24 de janeiro por problemas de saúde.

Jefferson foi preso, por ordem de Moraes, em agosto do ano passado. Em outubro, diante de outros problemas de saúde, o ex-parlamentar chegou a ser internado no Hospital Samaritano da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, mas acabou voltando para o presídio.

Moraes já havia determinado o afastamento de Jefferson da presidência do PTB, posto que ocupava antes de ser preso.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

19 comentários Ver comentários

  1. Pilantra, traindo um parceiro de legenda e puxando o saco de um tirano ativista judiciario que exerce excesso de autoridade que inventa inqueritos e prisões ilegais. Pilantra sem vergonha, o legado de Jeferson é muito maior do que qualquer propositura ou disposição em contrario de quem quer que seja neste partido de cobras.

  2. QUANDO MAIS SE VIVE MAIS NOS DECEPCIONA COM O SER HUMANO. ROBERTO JEFFERSON INVESTIU NESSA SENHORA COMO UM PAI….ESTOU PASMA COMO SE PODE ESCONDER SUA FACE….DEUS É MESMO COM NOSSO PRESIDENTE LIVRANDO-O DESSE GRANDE GOLPE.

  3. Eu sempre admirei a Revista Oeste e seus idealizadores. Mas neste caso está passando dos limites. Exijo como assinante que seja chamado a atenção deste canalha que assina esta reportagem. Estão querendo levar a revista pro buraco é isso? Não tem vergonha de apresentar uma manchete idiota, manipuladora, mau caráter e sem sentido como esta. “Presidente do PTB pede a Moraes endurecimento de medidas contra Jefferson
    Ao STF, Graciela Nienov não explicita quais seriam essas medidas; em tese, pedido poderia levar a uma nova prisão de Jefferson.” COMO ASSIM CARA PÁLIDA. Vai criar vergonha nesta tua cara lisa.

  4. O que acontece nos bastidores desse partido é de fazer aquelas séries “Games of Thrones” ou “House of Cards” parecerem programas infantís. Adentrar na sede desse local é como tentar caminhar em um pântano com areia movediça por todos os lados.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.