Sob críticas, Kalil reabre comércio de BH

Segundo prefeito, a decisão se baseou na queda de índices medidos pela Secretaria Municipal de Saúde, como a taxa de ocupação de leitos
-Publicidade-
Coletiva de imprensa com o prefeito de BH, Alexandre Kalil
Coletiva de imprensa com o prefeito de BH, Alexandre Kalil | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, nesta sexta-feira, 29, a reabertura parcial do comércio, dos bares e dos restaurantes da cidade a partir de segunda-feira.

Kalil, que foi reeleito no ano passado, tem sofrido pressão da população, de lojistas e de autoridades pelo tempo em que os estabelecimentos ficaram fechados. O próprio presidente Jair Bolsonaro não tem poupado críticas ao prefeito mineiro.

-Publicidade-

Leia mais: “Bolsonaro descarta volta do auxílio emergencial: ‘Vai quebrar o Brasil’”

Segundo Kalil, a decisão se baseou na queda de índices medidos pela Secretaria Municipal de Saúde, como a taxa de ocupação de leitos.

“Os índices baixaram bem, inclusive de [ocupação de] UTIs, mas estão falando em cepa nova, que a gente tem que esperar para ver o que vai acontecer. Valeu a pena esse sacrifício da população”, disse.

As lojas de rua poderão funcionar das 9 às 20 horas, de segunda a sábado, mas deverão fechar nos domingos. Academias também poderão funcionar sem limite de horário, mas mediante agendamento.

Bares e restaurantes também estarão autorizados a funcionar de segunda a sábado, das 11 às 22 horas, podendo vender bebida alcoólica até as 15 horas.

Desde 11 de janeiro, o comércio não essencial de Belo Horizonte está com as portas fechadas.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Infelizmente o situação econômica da cidade não interfere na vida de todos. Principalmente dos tecnocratas de plantão. Eu pago pra eles ficarem sentados dentro de seus gabinetes.

    1. Bares podem vender bebidas alcoólicas até as 15h. Será que restaurantes poderão vender comida nos horários do almoço e do jantar ?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site