A insensatez da OMS diante do vírus chinês

[caption id="attachment_237131" align="alignnone" width="1920"] Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça | Foto: Yann Forget/Wikimedia[/caption] De toda a maciça produção de mentiras, declarações hipócritas e decisões desastrosas,…
-Publicidade-
Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça
Foto: Yann Forget/Wikimedia
Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça Foto: Yann Forget/Wikimedia | Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça
Sede da organização Mundial da Saúde em Genebra, na Suíça | Foto: Yann Forget/Wikimedia

De toda a maciça produção de mentiras, declarações hipócritas e decisões desastrosas, devidas à ignorância ou à má fé, tomadas até agora para enfrentar a epidemia trazida pelo coronavírus, provavelmente nada iguala a estupidez de autoridades e “personalidades” brasileiras em sua insistência de exigir fé religiosa no que diz a Organização Mundial de Saúde. A OMS, um alarmante cabide de empregos que serve de esconderijo, na segurança da Suíça, para marginais que frequentam os galhos mais altos de ditaduras africanas e outros regimes fora-da-lei, é tida no Brasil como “autoridade em saúde mundial”, por “ser órgão da ONU”. Mas a OMS não é uma organização científica. É um agrupamento político a serviço de interesses terceiro-mundistas, antidemocráticos e opostos à liberdade econômica. O resto é pura enganação.

-Publicidade-

Ainda agora ouvimos o presidente do Senado – imaginem só, ninguém menos que essa figura, o presidente do Senado – nos instruir, em tom gravíssimo, das nossas obrigações de seguir em tudo o que a OMS está mandando fazer sobre o coronavírus. É claro que você já sabe o que eles querem: confinamento geral e rigoroso da população, e repressão à atividade econômica. Sem que se saiba direito porque, o ministro Gilmar Mendes, que por sinal andava esquecido com todo esse barulho, entrou no assunto. “As orientações da OMS devem ser rigorosamente seguidas por nós”, disse Gilmar. “Não podemos nos dar ao luxo da insensatez. Obviamente, nem um nem outro têm a menor ideia do que estão falando. Quanto ao chefe do Senado, naturalmente, é exatamente o que se pode esperar. No caso do ministro, a única coisa que faz sentido dizer é o seguinte: insensato, mesmo, é ouvir o que a OMS diz sobre saúde, por cinco minutos que sejam.

Questão de ponto de vista? Nem um pouco. É uma pura questão de fatos. Vamos a eles. Durante quatro semanas inteiras, ainda em dezembro de 2019, com o vírus deitando, rolando e matando à vontade, o governo da China se recusou a admitir a existência de qualquer problema na cidade de Wuhan, o berço desse pesadelo. Não se tratava de nenhuma discussão acadêmica – era um caso de polícia secreta, como é comum acontecer em ditaduras quando aparecem problemas com os quais o governo não sabe lidar. O governo da China não apenas mentiu, dizendo, repetidas vezes, que não havia epidemia nenhuma. Prendeu médicos e cientistas que alertaram sobre o vírus. Pesquisadores sumiram e nunca mais foram vistos até hoje. Laboratórios onde faziam seus estudos sobre o coronavírus foram destruídos. Provas materiais da existência do vírus foram confiscadas pelo governo e desapareceram. Todas as opiniões e conclusões diferentes das aprovadas pelo governo foram proibidas; passaram a ser consideradas “crime”. A China insistiu, até o último minuto, em permitir voos internacionais e em recomendar que os homens de negócio estrangeiros – da Itália, por exemplo – continuassem vindo para o país.

E qual foi, desde o início, a posição da OMS? Dar apoio cego a tudo o que o governo da China determinou. Qualquer dúvida quanto à epidemia foi considerada como “preconceito” e “racismo”. A proibição de viagens à China por parte dos Estados Unidos foi oficialmente condenada pela OMS. Qualquer advertência sobre os riscos do coronavírus foram classificados como “agressão econômica” pelo órgão encarregado de cuidar da saúde do mundo. Até o dia 11 de março, meras três semanas atrás, a OMS se recusou a declarar a existência de uma situação de “pandemia”. E quem é o diretor-geral da OMS? Um político etíope, Tedros Adhamon Ghebreyesus, que faz parte do grupo que instalou, anos atrás, uma ditadura selvagem na Etiópia, e se mantém no poder até hoje. Como “ministro da Saúde” do regime, foi acusado de ocultar uma epidemia de cólera em seu país – pelo jeito, é uma de suas inclinações. E quem foi que colocou esse Tedros no comando da OMS? A China, usando de toda a sua influência dentro da ONU.

Mas precisamos obedecer à OMS, não é mesmo? O presidente do Senado, o ministro Gilmar e a mídia que imagina saber das coisas nos dizem que eles são a autoridade número 1 da saúde mundial. Eis aí o Brasil ignorante, subdesenvolvido e destinado, sempre a ser o último a saber.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

73 comentários

    1. Excelente Guzzo! Você é sempre perfeito. Parabéns pelo artigo e parabéns pelo projeto. A propósito, tentei assinar essa revista mas deu erros. Aguardo orientações a respeito.

      1. Mais um artigo irretocável. Sob o manto do ONS governos estaduais e prefeituras estão violando sistematicamente a constituição com fins políticos. Espero que os responsáveis sejam identificados e denunciados.

      2. A mídia, salvo engano meu, sequer tratou do presidente da OMS que convenhamos, se puxar, pode gerar várias e variadas reportagens interessantes.

      3. Parabéns Guzzo, como sempre sensato, objetivo e despido de cor partidária, falando tão somente a verdade. O nome disto é “jornalista”. Também quero assinar está Revista.

      4. Parabéns Guzzo,
        Não há o que falar. Texto super explicativo e imparcial.
        Temos que admitir a nossa ignorância.
        Pior, é saber da ignorância daqueles que deveríamos dar crédito.
        Abraços

      5. Excelente artigo. Muito bem esclarecedor. Parabéns

      6. Análise perfeita. A meu ver o simples fato de Alcolumbre, Maia e Gilmar Mendes concordarem com esse Sr Tedros , por si só já o descredencia. Podemos considerar haver um certo conflito de interesses na pior das hipóteses. Mas no fundo é má fé mesmo.

      7. Queria assinar revista.
        Porque não pode pagar em boleto.
        Não uso catão de crédito. Só débito.
        Quando viajo uso cartão com depósito Pre,

      8. Ocorreu o mesmo comigo, tentei 4 vezes, meu cartão chegou a ser bloqueado por suposta tentativa de fraude. Mas a Revista entrou em contato comigo, através do Whatsapp, perguntando se eu queria assinar 4 vezes mesmo!! Tudo esclarecido, fiz a assinatura!

      9. Parabéns, falar a verdade sempre , faz com que estejamos mais justos e propensos a desenvolver coisas positivas . O que se vê , infelizmente é que muito pouca mudou , o mais importante é o meu primeiro . Que pena para este povo trabalhador

    2. Perfeito em suas análises e observações críticas sempre cautelosos e suportados por fatos concretos!

      Quem dera se o Brasil tivease mais analistas profissionais com pendor jornalístico!

    3. Parabéns amigos. Vocês são pessoas corajosas e nós, os homens do povo, permaneceríamos desinformados se não fossem vocês publicando este magistral artigo do mestre Guzzo.

      1. Parabéns J.R.GUZZO, mais um artigo excelente. É um prazer ler um texto perfeito, irretocável. Pena que se refere à pessoas terríveis, que só pensam em prejudicar o país como o Maia e o Gilmar Mendes.

    4. A OMS, a quem outro traidor da pátria Witzel diz seguir ameaçando de punição os que discordam por tribunal internacional, ainda não explicou a química desse vírus nem por quê Pequim só teve um morto.

      1. Qual à formação na área de SAÚDE, do que hoje é presidente da OMS? Por que será que o ponderado ministro da saúde no Brasil ainda não se perguntou? Extraordinário artigo!!

    5. Estou com você Guzzo! É preciso informar o grande público sobre as verdades, fatos e os personagens e seus interesses cruéis e nefastos. Parabéns pela lucidez da matéria.

    6. Ótimo artigo ! Num país como o nosso onde a ignorância política tem sido implantada deliberadamente através de uma educação capenga e semi-criminosa explicar os posicionamentos ajuda na reflexão dos fatos.
      Conhecimento de causa é tudo !

    7. Excelente abordagem. Alguns mentecaptos atribuem essa linha de raciocínio a meras conjecturas da teoria da conspiração. Contudo, numa linha de tempo sistêmica e perfeitamente analisada, outra conclusão não se pode tirar. Penso que no Brasil o alvo não é a pandemia em si, mas a derrubada do Presidente em face dos interesses atingidos de um ano e quatro meses para cá, afora o forçamento de barra para um terceiro turno de eleição como corolário.No fundo, um verdadeiro complô unindo interesses internos e externos ao país. O pretexto para tal já os tem: a incapacidade do governo central de combater a pandemia, sobretudo a interna induzida pelos próprios segmentos internos a serviço de projetos pessoais e internacionais, na certa. Contudo, subestimam o contexto nacional brasileiro em tempos atuais. É só não duvidarem para verem o monstro emergir na calada da noite em meio a Lagoa que estão criando para tal, parafraseando Cálice de Chico Buarque de Holanda, ironicamente, de forma óbvia.

    8. Excelente abordagem do autor.
      Alguns mentecaptos atribuem essa linha de raciocínio a meras conjecturas da teoria da conspiração. Contudo, numa linha de tempo sistêmica e perfeitamente analisada, outra conclusão não se pode tirar, certamente.
      Penso que no Brasil o alvo não é a pandemia em si, mas a possivel derrubada do Presidente em face dos interesses atingidos de um ano e quatro meses para cá, afora o forçamento de barra para um terceiro turno de eleição como corolário.
      No fundo, há um indicativo de um verdadeiro complô unindo interesses internos e externos ao país. O pretexto para tal já os tem: a incapacidade do governo central de combater a pandemia, sobretudo a interna induzida pelos próprios segmentos internos a serviço de projetos pessoais e internacionais, na certa.
      Na realidade, subestimam o contexto nacional brasileiro em tempos atuais. É só não duvidarem para verem o monstro emergir na calada da noite em meio a Lagoa que estão criando para tal, parafraseando Cálice de Chico Buarque de Holanda, ironicamente, de forma óbvia.
      Oxalá que nos proteja de todas formas de epidemias políticas e pandemia real que passam o Brasil e o mundo.
      Parabéns pelo artigo Guzzo!!!!!

  1. Até quando vamos ser marionetes da ONU e desses progressistas que comandam o mundo atualmente? Lamentável como vidas humanas são tratadas de forma leviana nos tempos atuais.

    1. Tem que por no site o atalho pra gente compartilhar as matérias pros contatos e para os grupos. Nem todos sabem ir lá copiar o linck e enviar.

      Nos mais, larguei os demais sites e me informo somente pelo de vcs.

      1. Eu também! Cancelei a assinatura da Crusoé e não assisto a mais nenhum telejornal. Virei especialista em girafas, elefantes e leões, direto assistindo Discovery Wild. Já estou confinada, não preciso mais de tragédias!

      2. Olá, Junior.
        O atalho para compartilhamento está logo abaixo da publicação.

  2. Guzzo, como sempre, indo ao ponto nevrálgico… Por estas e por outras que me vou tornar um assinante da Revista Oeste. Qualquer patacoada que venha da ONU, ou de um de seus satélites, é, no Brasil, tida como verdade irrefutável, cabendo aos brasileiros simplesmente dizer amém.

  3. Vou chover no molhado: excelente texto!
    O pessoal daqui deveria dizer que devemos seguir as orientações do Ministério da Saúde. Insistindo na OMS estão azucrinando quem está trabalhando com muito sacrifício por nós brasileiros.

  4. Igrejas, com as portas abertas ou fechadas, não farão diferença. Cabe-nos encontrar um meio termo, entre tocar a economia e proteger a população, p/ enfrentarmos esta pandemia. Não podemos substituir saúde e comida por orações.

  5. Nós aqui no Brasil com serenidade de um presidente que sabe que tá certo o mundo inteiro é que tá errado. Esses países comunistas EUA, França, Espanha, Portugal, Itália, Canadá e Alemanha estão todos errados os certo somos nós brasileiros

    1. Excelente abordagem. Alguns mentecaptos atribuem essa linha de raciocínio a meras conjecturas da teoria da conspiração. Contudo, numa linha de tempo sistêmica e perfeitamente analisada, outra conclusão não se pode tirar. Penso que no Brasil o alvo não é a pandemia em si, mas a derrubada do Presidente em face dos interesses atingidos de um ano e quatro meses para cá, afora o forçamento de barra para um terceiro turno de eleição como corolário.No fundo, um verdadeiro complô unindo interesses internos e externos ao país. O pretexto para tal já os tem: a incapacidade do governo central de combater a pandemia, sobretudo a interna induzida pelos próprios segmentos internos a serviço de projetos pessoais e internacionais, na certa. Contudo, subestimam o contexto nacional brasileiro em tempos atuais. É só não duvidarem para verem o monstro emergir na calada da noite em meio a Lagoa que estão criando para tal, parafraseando Cálice de Chico Buarque de Holanda, ironicamente, de forma óbvia.

  6. Assim como a OMS , o Comitê de Direitos Humanos da ONU e composto por 4 membros sabe-se la como foram eleitos , que se reunem a cada 2 anos( isto mesmo) e emitem opiniões que ninguém le.
    ‘E para este Comite que os advogados de Lula recorreram para mais uma vigarice jurídica.

  7. Infelizmente o acesso à informação são para poucos a maioria acredita piamente n
    o que a mídia vende e com isso a população padece.

  8. Independente dos comentários, opiniões e diz que disse, infelizmente o coronavírus (COVID-19) vai chegar ao Brasil. A única forma de diminuir a sua transmissão é pelo isolamento social. Não oiçam os deuses do Olimpo: olhem só o que está a acontecer no resto do mundo…

  9. Te acompanho ha´tempos. Sempre claro, preciso e muito bom senso.
    Hoje porem senti que faltou alguma informações para dar maior credibilidade ao seu artigo.
    Vc diz: – prendeu médicos e cientistas…..
    – pesquisadores sumiram…
    – laboratórios foram destruídos…
    Esses médicos e cientistas têm nome? pesquisadores não são os mesmos cientistas? os laboratórios destruídos tem nome? é possível identificá-los?
    Ajudaria para entender o seu ponto de vista.

  10. A OMS(WHO, sigla em inglês-não poderia ser mais emblemática, falta só a interrogação) é uma organização manipulada que, quanto à ciência, serve apenas para divulgar conhecimento já consagrado na comunidade científica(precisa? Talvez) e fazer politicagem. Qualquer sectarismo só corrobora a falta de qualidade de povo incapaz de visão ampla, análise e planejamento com a devida flexibidade temporal necessária.

  11. Excelente texto, poderia ter sido complementado com o que disse ontem o diretor da OMS, ele falou exatamente o que o presidente JB está dizendo há uma semana, que cada país tem sua realidade e que os mais pobres não podem ficar em casa, tem que trabalhar. Como ficam esses governantes, ministros do STF, que cegamente adotam recomendações da OMS como se essa fosse a palavra final em saúde. A última coisa que existe é consenso entre OMS e médicos e cientistas sobre como lidar com o vírus chinês.

  12. Creio que o texto está repleto de afirmações sem referência a fontes. A OMS não é o seu Secretario Geral, suas decisões tem por base as opiniões dos técnicos das representações dos países membros. Assim merece reparo na matéria, que pretende desqualificar organismo surgido do trabalho de reconstruir a humanidade, destroçada por guerras alimentadas pelo fascismo. A OMS agiu com transparência e acerto, demonstrado na realidade dos fatos. Lamentável é em uma situação de emergência sanitária e meio ao ápice da epidemia, desqualificar a OMS, o que parece buscar justificar a insensatez de um presidente desnorteado e desqualificado. A quarentena e o isolamento são remédios fortes e necessários para alcançar exito na redução dos danos da COVID 19. Cabe salvar o povo, o povo é o Estado.

  13. Irretocável texto e de uma clareza e objetividade como pouco visto entre alguns jornalistas.
    Mas com toda essa lambança feita pela China – adoeceu o mundo inteiro – o que fazem alguns políticos brasileiros reverenciando os chineses e o tal embaixador, que desaforado, insultou a família do Presidente da República?

  14. Sobre o silencio da OMS con relação a china, o organismo não tem uma função somente de recomendação? porque se for assim, a China mentindo e manipulando os dados da doença, eles não teriam como atuar, ainda que existia uma “suspeita” de manipulação de dados!

  15. Há anos que eu acompanhava o Sr Guzzo na Veja. Assim que descobri o Sr aqui, sem pensar assinei Oeste imediatamente.
    Estou completamente satisfeito.
    Obrigado pela sua retidão e capacidade.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site