Cloroquina e ivermectina agora só com receita médica

Anvisa impôs nova norma para controlar venda de medicamentos usados para tratamento de covid-19, mas necessários a outros doentes também.
-Publicidade-
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Anvisa impôs nova norma para controlar venda de medicamentos usados para tratamento de covid-19, mas necessários a outros doentes também

anvisa, ivermectina, cloroquina, receita médica, covid-19, coronavírus
Anvisa torna obrigatória retenção de receita médica para cloroquina e ivermectina | Foto: Reprodução
-Publicidade-

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda de ivermectina, cloroquina e hidroxicloroquina sem a retenção da receita médica pela farmácia.

Com isso, a agência governamental quer coibir a compra dos medicamentos sem a necessidade real de seu uso.

Os três remédios têm sido indicados por médicos de todo o país no tratamento da covid-19, porém, também servem para outras doenças, como a malária, artrite reumatoide e lúpus, por exemplo.

Por isso, a Resolução da Diretoria Colegiada 405/2020 da Anvisa obriga os médicos a emitirem receita em duas vias das medicações e uma deverá ficar na farmácia que fizer a venda.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

20 comentários

      1. Não vão escrever sobre o maior estudo brasileiro sobre a cloroquina?
        Toda imprensa falando e a Oeste nada

      2. O “maior estudo brasileiro sobre o assunto” não está terminado, como se pode observar ao ler a reportagem. Ela não cura a virose, mas se usada precocemente antes de internação, nos primeiros 2 a 5 dias do início dos sintomas, na dose preconizada que é a mesma para o tratamento de outras patologias há dezenas de anos e pelo tempo adequado de 5 dias, impede a replicação viral e o sistema imunológico se encarrega do resto. Se passa para outra fase, há uma replicação incomensurável do vírus, e começa uma reação exagerada imunitária que faz o organismo “suicidar”, além das lesões em toda o organismo provocadas pela quantidade de vírus… Os casos relatados foram de pacientes já perto de uma semana do início dos sintomas. Não há referência sobre a dose e tempo de uso.

      3. Porque o preconceito contra esses medicamentos? Seriam muito baratos? Querem matar a população na fila a espera de medicamentos caros, de leitos equipados ao custo de propinas? Por acaso existe um único medicamento apropriado e cientificamente comprovado?
        Então o intuito é sinistro.

      4. Não vão escrever sobre o maior estudo brasileiro sobre a cloroquina?
        Toda imprensa falando e a Oeste nada. Publicado no NEJ

      5. Mas muitos médicos não estão receitando esses medicamentos mesmo com suspeita de coronga. Essa resolução da Anvisa está matando as pessoas! Prefiro tomar por conta própria do que depender de médico esquerdista que apenas receita Dipirona.

  1. Que horror!!!!! A Anvisa não é uma agência regulatória Federal???? Onde está o Presidente agora para coibir essa barbárie que só irá contribuir para a morte de pessoas humildes inocentes????? VERGONHA NACIONAL!!!!!!!!!!!!!!

    1. A ANVISA mão é movida por interferência do Presidente da República, ela tem autonomia própria e está aparelhada. Presta atenção.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.