Vândalos incendeiam estátua de Pedro Álvares Cabral no Rio

Monumento do escultor Rodolfo Bernardelli foi inaugurado em 1900
-Publicidade-
Estátua de Pedro Álvares Cabral foi incendiada no Rio de Janeiro
Estátua de Pedro Álvares Cabral foi incendiada no Rio de Janeiro | Foto: Reprodução/Twitter

O monumento “Descobrimento do Brasil”, localizado no Largo da Glória, na zona sul do Rio de Janeiro, foi incendiado por um grupo de vândalos na madrugada de terça-feira 24.

A obra é formada por estátuas de bronze de Pedro Álvares Cabral, Pero Vaz de Caminha e do Frei Henrique de Coimbra, que celebrou a primeira missa no Brasil.

Leia mais: “Deputado pede reforço policial para evitar vandalismo em estátua da princesa Isabel”

-Publicidade-

Imagens do vandalismo circulam pelas redes sociais. A ação seria um protesto contra o chamado “marco temporal”, que pode ser julgado a partir de hoje pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Como Oeste informou, o dispositivo estabelece que uma terra indígena só poderá ser demarcada caso comprovado que os índios residiam no local na data da promulgação da Constituição: 5 de outubro de 1988. Quem estava fora da área na data não teria direito a pedir sua demarcação.

Leia mais: “Justiça revoga prisão de vândalos que incendiaram a estátua de Borba Gato”

Grande parte do monumento ficou manchada por causa das chamas. No local, foram deixados cartazes com a frase “Marco temporal é genocídio”. A Polícia Civil do Rio está consultando imagens das câmeras de segurança e testemunhas para identificar os vândalos.

O autor da obra é o escultor Rodolfo Bernardelli. O monumento foi inaugurado em 1900, para celebrar os 400 anos da chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil.

Leia também: “Monumento a Marighella amanhece coberto de tinta vermelha”

Como Oeste noticiou na segunda-feira 23, o deputado estadual Marcus Vinícius (RJ), líder do PTB na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), pediu reforço policial para a proteção de outra estátua, a da princesa Isabel — que promoveu a abolição da escravidão no Brasil ao assinar a Lei Áurea, em 1888 —, localizada no bairro de Copacabana. Em julho, vândalos incendiaram a estátua do bandeirante Borba Gato, em São Paulo.

Leia também: “Ataque contra estátua de Borba Gato reacende debate sobre lei antiterrorismo na Câmara”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários

  1. toda a porcaria ideológica (falsas ideias que mascaram as intenções) são importadas do partido democrata americano (esquerda imunda) as leis para essas derivações de terrorismo devem ser duras e exemplares.

  2. Vamos por fogo nos q atearam fogo na estatua? Não? Então cale se e deixe os pretos começarem a destruir td, só pq eles não tem nada, nem cultura nem religiao e nem passado.

  3. O QUE AS RUAS PRECISAM ENTENDER QUE É PRECISO FAZER APÓS 7 DE SETEMBRO, É REVERTER O CONTO DO VIGARISTA EM QUE CAIU DURANTE AS MANIFESTAÇÕES DE 2013, EM RELAÇÃO À PEC-37.

    DERAM PODER DEMAIS PARA O MINISTÉRIO PÚBLICO E RETIRARAM OS “FILÉS” DAS MÃOS DAS POLÍCIAS, PRINCIPALMENTE A CIVIL.

    QUEM FAZIA ESSE PAPEL, COM MAIS UTILIDADE PÚBLICA PARA A SOCIEDADE, ERA O DOPS E O DOI-CODI.

  4. Eu fico pensando se queriam continuar índios malemolentes ou serem “descobertos” pela Espanha , França ou Inglaterra; talvez fossemos uma potência como suas antigas colônias.
    Em tempo, EUA foram colonizados numa cisão religiosa, coisa bem diferente.

  5. Ô Zé Dirceu, esqueceu de combinar bons modos com seus bandidos? Não era pra eles irem às ruas defender a democracia e o patrimônio público?
    Desista, agente cubano. Os bolsonaristas cuidam da ordem e do bem público como ninguém.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro