CoronaVac: Anvisa certifica fábrica chinesa

Documento obtido pelo laboratório é um pré-requisito protocolar para pedidos de autorização de uso emergencial do imunizante experimental
-Publicidade-
Foto: Adriana Toffeti/Estadão Conteúdo
Foto: Adriana Toffeti/Estadão Conteúdo | Foto: Adriana Toffeti/Estadão Conteúdo

Documento obtido pelo laboratório é pré-requisito protocolar para pedidos de autorização de uso emergencial do imunizante experimental

coronavac
O certificado concedido à Sinovac é válido por dois anos | Foto: Adriana Toffeti/Estadão Conteúdo
-Publicidade-

Na segunda-feira 21, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu a certificação de Boas Práticas de Fabricação ao laboratório chinês Sinovac. Dessa forma, a CoronaVac (conhecida na internet como “vachina”) se torna o primeiro imunizante experimental a receber da Anvisa o aval positivo de fabricação. O certificado é resultado de uma visita feita por técnicos do órgão e observadores do Instituto Butantan às instalações da farmacêutica na China. O grupo inspecionou a produção entre 30 de novembro e 4 de dezembro e se reuniu com executivos da empresa chinesa.

O certificado concedido à Sinovac é válido por dois anos e serve como pré-requisito protocolar para pedidos de autorização de uso emergencial e de registros definitivos de vacinas no Brasil. Com o certificado em mãos, a Sinovac e o Instituto Butantan podem entrar com o pedido de uso emergencial para a CoronaVac — não houve ainda pedidos dessa natureza de nenhum fabricante no país. A certificação da Sinovac ocorreu no mesmo dia em que o Instituto Butantan anunciou a conclusão da terceira e última fase de testes clínicos da CoronaVac.

Leia também: “A verdade sobre a ‘vachina'”, reportagem publicada na Edição n° 32 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comments

    1. Calma, não se desespere. Aguarde até onde não puder mais e aí faça a opção por outras marcas. Não é o fim do mundo. E boa sorte.

      1. Interessante é que a vachina foi certificada por aqueles que tem interesses por essa certificação. Eles querem empurrar goela abaixo do povo essa porcaria a todo o custo. Agora vem a pergunta: por que idosos e detentos não vai tomar essa porcaria? Seria porque essa droga é uma incapacitante?

  1. Eu não compro carro chinês, não compro TV chinesa, não compraria preservativo chinês! Por que tomaria nessa situação, uma vacina???

  2. China país com sua tecnologia mostra ao mundo que também na Ciência estão bem mais adiantados que o ocidente parabéns a Coronavac da China.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site