Revista Oeste - Eleições 2022

Onyx vai ao STF contra Renan, Aziz, Randolfe e mais dois senadores da CPI

Ministro também foi à Justiça Comum do DF e moveu ações cíveis indenizatórias contra os senadores, por danos morais
-Publicidade-
Ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni | Foto: Marcos Corrêa/PR
Ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni | Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro do Trabalho e da Previdência, Onyx Lorenzoni, decidiu entrar na Justiça contra alguns dos principais integrantes da CPI da Covid, encerrada no Senado em outubro do ano passado, depois de seis meses em funcionamento. As informações são da CNN Brasil.

Lorenzoni apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) ações por supostos crimes contra a honra cometidos pelos senadores Omar Aziz (que presidiu a CPI), Renan Calheiros (relator), Randolfe Rodrigues (vice-presidente), além de Simone Tebet (MDB-MS) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

O ministro do Trabalho acusa os parlamentares de terem cometido crimes contra a honra. Além disso, Onyx foi à Justiça Comum do Distrito Federal e moveu ações cíveis indenizatórias contra os senadores, por danos morais.

-Publicidade-

J.R. Guzzo: “A CPI acabou em nada”

Também foram encaminhadas representações criminais à Procuradoria-Geral da República (PGR) para que os senadores sejam processados pelos crimes de denunciação caluniosa e abuso de autoridade.

Leia também: “Conclusões da CPI da CPI”, artigo de Augusto Nunes publicado na Edição 84 da Revista Oeste

Ao final dos trabalhos da CPI da Covid, Onyx foi um dos alvos de pedidos de indiciamento — por suposta incitação ao crime e crimes contra a humanidade.

Segundo aliados do ministro, ao todo, são mais de 20 pedidos apresentados à Justiça contra os senadores que o acusaram de diversos crimes durante a CPI.

A CPI da Covid terminou em outubro com o pedido de indiciamento de duas empresas e 78 pessoas, incluindo o presidente Jair Bolsonaro.

Com a justificativa de investigar ações e omissões do governo federal no combate à pandemia, a comissão chegou ao fim, de forma melancólica, sem conseguir elaborar sequer uma denúncia consistente de desvio de dinheiro dos cofres públicos.

Na semana passada, Randolfe disse que protocolou no Senado um pedido para a abertura de uma nova CPI da Covid.

Pelas redes sociais, o senador afirmou que a nova comissão seria necessária para apurar as ações e omissões do governo Bolsonaro desde novembro de 2021 em relação à pandemia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. CPI não deu em nada?
    Deu sim!
    Provou que temos um governo federal honesto e livre dos corruptos!
    Muito diferente dos governos do PT é PSDB, ninho de ladrões e corruptos!

  2. Bando de vagabundos. Acobertados pelas prostitutas do stf. Qto mais vc paga, mais benefícios vc tem. Por mim já teriam fechado esse congresso e e stf que são o câncer e a covid do Brasil.

  3. Fico aqui pensando: os parlamentares tem direito a dinheiro publico para defesa dos processos, ou seja, estão pouco ligando para quantos processos enfrentam… Tudo jogo de cena.

  4. O Amapá, conhecido como “o orifício anal da Amazônia”, tem dois senadores: “cocozinho” e “COCOZÃO”. O resultado é o que vemos, pior índice de saneamento básico do Brasil em Macapá.

    1. Na verdade são três senadores por Estado.Este Estado, mesmo sendo o orifício anal do Brasil,tem,sim,três senadores,ou melhor, três lixos humanos:BATORE,GAZELA e o outro,de tão insignificante, não sei o nome.

  5. Esse despachante do STF no Senado Federal, inútil senador Randolfe pelo Amapá sendo pernambucano, deveria ter seu mandato cassado pelo conselho de ética do Senado por estelionato eleitoral especialmente a população de seu Estado, cuja capital Macapá é a pior entre 100 cidades brasileiras no SANEAMENTO BASICO. Esse inútil Randolfe votou contra todas as reformas, trabalhista, previdenciária, MP871 de combate às fraudes da previdência que nos economizara R$200 bi em 10 anos, e PASMEM, votou contra o MARCO LEGAL DO SANEAMENTO BASICO, tão importante para sanear a falta de água potável e tratamento de esgosto da capital MACAPA que diz representar. A boa imprensa da revista oeste, jovem pan, gazeta do povo e outras sérias deveriam mostrar a sociedade a inutilidade legislativa desse senador, e responsabiliza-lo por estelionato.

    1. Excelente! Estava pensando em compartilhar a reportagem com um comentário semelhante. “Será que este senador trabalha pelo Amapá?…”
      Posso copiar e compartilhar o seu comentário, subscrevendo seu nome?

  6. Mas há motivo para satisfação: já já a vozinha de pato juvenil, vulgo gazela saltitante, vai ingressar com ação no STF para contra processar o Onyx por não aceitação das prerrogativas parlamentares. Como o ministro relator será o Fachin, Barroso, será dado provimento ao demandante, cujo despacho mencionara a importância da atividade legislação para o fortalecimento do processo democrático. Nada novo!

  7. Todo apoio ao Ônix. A esquerda praticou nos últimos anos a uma guerrilha judicial com a anuência do STF. A direita também tem o direito de começar uma guerrilha, até maior e mais qualificada em termos jurídicos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.